"Leve-me ao topo
leve-me ao topo oh querida, querida
Não devia mas vou lhe dizer
você é a única, a única

Vou te levar junto com o pôr do sol
Pra longe, bem longe
Voando juntos o mais alto que pudermos
Não há nada que possa nos apagar agora

Quero incendiar tudo que toco com você, nós podemos
Durante muito tempo as nuvens me impediram
Mas é como um sopro contemplar as estrelas
Quando elas se tornam um lar

Há um pedaço da estrada batendo aqui
Correndo sob o vento
Enquanto os raios de sol puderem alcançar
O que meus olhos refletem

Hey bitch, can you feel it ?
Não vou te deixar enquanto a noite alimentar
Pois vivemos de vontades
E estaremos bem sob nosso próprio calor

Porque se há um outro lado
Estarei perdido por lá
Já que ninguém se satisfaz por aqui
Isso não pode ser um caminho”

Letra e Melodia: Gabriel Mendes
Demo da Banda Sharks

E quem disse que eu não te roubei naquela manhã de quinta feira ? Nossos olhos se enfrentando, aquela sensação ainda me faz te querer aqui de volta … a vida ainda me faz pensar o quão louco seria ter continuado com você por todo esse tempo, e ás vezes me faz imaginar como está sua vida, se anda transando novos sonhos, e com quem seria. Descalço nesse chão vazio, tentando me incendiar e ser tão livre quanto fui no dia em que não precisava me perder, pra me enfrentar. Doa a quem doer, falte a quem faltar, ainda espero naquela mesma esquina. Se meus sonhos não podem vir me buscar, um dia eu chego, andando, até lá …

~Poisonous Smoke~

E quem disse que eu não te roubei naquela manhã de quinta feira ? Nossos olhos se enfrentando, aquela sensação ainda me faz te querer aqui de volta … a vida ainda me faz pensar o quão louco seria ter continuado com você por todo esse tempo, e ás vezes me faz imaginar como está sua vida, se anda transando novos sonhos, e com quem seria. Descalço nesse chão vazio, tentando me incendiar e ser tão livre quanto fui no dia em que não precisava me perder, pra me enfrentar. Doa a quem doer, falte a quem faltar, ainda espero naquela mesma esquina. Se meus sonhos não podem vir me buscar, um dia eu chego, andando, até lá …

~Poisonous Smoke~

Você se lembra quando o toque velho, doce e malicioso do fervor que rodeava seus atos, era o que impressionava, e por um instante, tudo, tudo parava … não deixando a vontade rotineira de perder, perder pra poder ganhar, não lhe ganhar pra não se perder na sina de encontrar um bom lugar, pra não se acomodar, desabar . E hoje em dia fizestes sem tanto amor, ganhando o prazer de não partir, restando pouca munição pra quem quer fugir, daqui, não aqui, mas pela livre escolha de poder se iludir.
~Poisonous Smoke~

Você se lembra quando o toque velho, doce e malicioso do fervor que rodeava seus atos, era o que impressionava, e por um instante, tudo, tudo parava … não deixando a vontade rotineira de perder, perder pra poder ganhar, não lhe ganhar pra não se perder na sina de encontrar um bom lugar, pra não se acomodar, desabar . E hoje em dia fizestes sem tanto amor, ganhando o prazer de não partir, restando pouca munição pra quem quer fugir, daqui, não aqui, mas pela livre escolha de poder se iludir.


~Poisonous Smoke~

Não se fche dentro de você
o que existe lá fora é pra te libertar, e não pra te deixar pior …
quem diz ser relvante acaba sempre se relevando
o que te fode, alegra seu passado que se vende fácil,
se vende pra vontade de se livrar e não viver muito além de hoje
~Poisonous Smoke~

Não se fche dentro de você

o que existe lá fora é pra te libertar, e não pra te deixar pior …

quem diz ser relvante acaba sempre se relevando

o que te fode, alegra seu passado que se vende fácil,

se vende pra vontade de se livrar e não viver muito além de hoje

~Poisonous Smoke~

Agora, eu tenho uma mente, algo que não tirarão de mim, vasto conhecimento da loucura, amor próprio para a felicidade, sexo com calor! amor ? Sonhos!
~Light of death~

Agora, eu tenho uma mente, algo que não tirarão de mim, vasto conhecimento da loucura, amor próprio para a felicidade, sexo com calor! amor ? Sonhos!

~Light of death~

Talvez as coisas têm mudado um pouco, mas a sua essência não lhe deixa fácil assim, chame-a pra dançar e numa tarde qualquer ela será sua novamente, do jeito lindo e único que sempre foi, não espere muito de flores mortas, olhe para o alto antes do dia lhe deixar na luz solitária das estrelas, na fumaça envenenada da madrugada que corta corações valentes …
~Poisonous Smoke~

Talvez as coisas têm mudado um pouco, mas a sua essência não lhe deixa fácil assim, chame-a pra dançar e numa tarde qualquer ela será sua novamente, do jeito lindo e único que sempre foi, não espere muito de flores mortas, olhe para o alto antes do dia lhe deixar na luz solitária das estrelas, na fumaça envenenada da madrugada que corta corações valentes …

~Poisonous Smoke~

Seu perfume tem chegado a mim em finais de tardes comuns, como se algo no destino relutasse em estabelecer laços entre nós … engraçado como alguém que não acredita tanto assim em “destino” cita ele de tal forma, mas enfim, aquele olhar tinha algo guardado, acredito eu, na maioria das vezes esperando por mim ou por meus gestos. É difícil dizer se estou certo, mas eu fiz muito por mim simplesmente fazendo muito por ela, pois não sei se isso soa estranho, ou clichê, mas seu sorriso era apenas uma ponte para o meu, e aquele sentimento fluindo no meio da noite não poderia ser normal à qualquer um, eu apenas me sentia tão bem. E não que ela me fizesse falta enquanto estava longe, mas era sempre bom ter lembraças de dias anteriores ao seu lado, o jeito como seu rosto se desenhava enquanto suas palavras mantinham-me vivo em seu mundo, às vezes atormentado por algo, tomada em um círculo de fogo que eu nunca vou entender. E se eu tivesse que partir no dia seguinte, ela seria dos sentimentos que me fariam falta … realmente chega a ser difícil descrever toda essa sua dança em minha mente.
~Poisonous Smoke~

Seu perfume tem chegado a mim em finais de tardes comuns, como se algo no destino relutasse em estabelecer laços entre nós … engraçado como alguém que não acredita tanto assim em “destino” cita ele de tal forma, mas enfim, aquele olhar tinha algo guardado, acredito eu, na maioria das vezes esperando por mim ou por meus gestos. É difícil dizer se estou certo, mas eu fiz muito por mim simplesmente fazendo muito por ela, pois não sei se isso soa estranho, ou clichê, mas seu sorriso era apenas uma ponte para o meu, e aquele sentimento fluindo no meio da noite não poderia ser normal à qualquer um, eu apenas me sentia tão bem. E não que ela me fizesse falta enquanto estava longe, mas era sempre bom ter lembraças de dias anteriores ao seu lado, o jeito como seu rosto se desenhava enquanto suas palavras mantinham-me vivo em seu mundo, às vezes atormentado por algo, tomada em um círculo de fogo que eu nunca vou entender. E se eu tivesse que partir no dia seguinte, ela seria dos sentimentos que me fariam falta … realmente chega a ser difícil descrever toda essa sua dança em minha mente.

~Poisonous Smoke~

Ainda se vê um paraíso distante quando olha pra frente, e sabe, não queremos nada mais que diversão até beirar o inferno, o perigo é estabelecer um céu acima de nós … pois nada há limite quando olhares atravessam uma noite sem paz, podemos nos sentir uns nos outros, podemos nos entregar a sintonia, ao prazer ecorrendo através de nós, a um amor construído quebrando pequenas barreiras de fumaça, enxergando com olhos vermelhos de ódio seres sem alma. Perdemos parte da inocência crescendo e ouvindo histórias contadas ao som de rock n’ roll, vimos o luar crescer brilhante, e por fim, pudemos esperar o sol nascer guiando nossa volta pra casa, e sempre poderemos chamar de casa esse pequeno começo de tudo, essa estrada talvez sem volta, com o rumo de sorrisos certos, sexo, álcool, rock n’ roll, Hard spirit e lembranças vindas de um vento com o pesar da luz. Sempre poderemos escrever, cantar, tocar, beber, e se divertir melhor a cada dia, a vibe é que vai nos guiar. Dançamos ao som dos rumores de vida, que perseguem cada um por aí … Feel like a bitch
~Poisonous Smoke~/~Martian Teenager~/~Light Of Death~
DeadLoveDead

Ainda se vê um paraíso distante quando olha pra frente, e sabe, não queremos nada mais que diversão até beirar o inferno, o perigo é estabelecer um céu acima de nós … pois nada há limite quando olhares atravessam uma noite sem paz, podemos nos sentir uns nos outros, podemos nos entregar a sintonia, ao prazer ecorrendo através de nós, a um amor construído quebrando pequenas barreiras de fumaça, enxergando com olhos vermelhos de ódio seres sem alma. Perdemos parte da inocência crescendo e ouvindo histórias contadas ao som de rock n’ roll, vimos o luar crescer brilhante, e por fim, pudemos esperar o sol nascer guiando nossa volta pra casa, e sempre poderemos chamar de casa esse pequeno começo de tudo, essa estrada talvez sem volta, com o rumo de sorrisos certos, sexo, álcool, rock n’ roll, Hard spirit e lembranças vindas de um vento com o pesar da luz. Sempre poderemos escrever, cantar, tocar, beber, e se divertir melhor a cada dia, a vibe é que vai nos guiar. Dançamos ao som dos rumores de vida, que perseguem cada um por aí … Feel like a bitch

~Poisonous Smoke~/~Martian Teenager~/~Light Of Death~

DeadLoveDead

Olhe as cores lá no céu, elas vão desmanchando e caindo aos poucos … você pode tocá-lo, pode sentir ? Suas asas se abrirão novamente, para que possa andar por essa cidade como se nada houvesse ocorrido, e seus passos agora voltam a fazer mais sentido, novamente guiados pelo perigo do prazer … sirenes não lhe botam mais medo, alcoolizado ou não, apenas desvendando essa chama em seu olhar
~Poisonous Smoke~

Olhe as cores lá no céu, elas vão desmanchando e caindo aos poucos … você pode tocá-lo, pode sentir ? Suas asas se abrirão novamente, para que possa andar por essa cidade como se nada houvesse ocorrido, e seus passos agora voltam a fazer mais sentido, novamente guiados pelo perigo do prazer … sirenes não lhe botam mais medo, alcoolizado ou não, apenas desvendando essa chama em seu olhar

~Poisonous Smoke~

A fumaça roubou você de mim querida, e agora, eu estou bem …

A fumaça roubou você de mim querida, e agora, eu estou bem …